Qualidade de vida: Positivismo melhora nosso sistema imunológico e cardíaco.

0
109

O seu estado físico e seu estado mental são essenciais para a sua qualidade de vida. É impossível alcançar uma jornada plena se o seu organismo ou a sua psique estão doentes. Por isso, é essencial que se encontrem formas de como equilibrar mente e corpo.

Não é só a nossa saúde mental que sofre quando o estado emocional está abalado. Essas consequências se estendem ao nosso bem-estar físico, podendo afetar áreas específicas do corpo. Uma situação estressante ou um momento de felicidade podem dizer muito sobre o que passa internamente no seu organismo. Diversas pesquisas e estudos científicos mostram que o positivismo, melhora nosso sistema imunológico e cardíaco.

Eventos fora de nosso controle nos atingem, podendo provocar resultados positivos ou negativos, alegria ou tristeza. Por isso, não posso evitar ser atingido por eventos fora do meu controle, porém posso escolher com qual sentimento vou conviver por mais tempo.

É inteligente emocionalmente aquele que encolher o período refratário das emoções negativas, não deixando que se transformem em sentimentos, assim como estender as emoções positivas e transformá-las em sentimentos. Com isso, posso ficar triste sem estar deprimido e posso desfrutar da alegria sem ser um bobo alegre.

Ter a mente saudável é essencial para o bem-estar e reflete positivamente em diversos outros aspectos do dia-a-dia e da vida, como família, trabalho e relações sociais. “As situações da sociedade moderna acabam gerando, com muita frequência, ansiedades e alterações mentais, transitórias ou permanentes, suficientes para retirar de algumas pessoas a serenidade mental e/ou a capacidade de decisão necessária nos atos da vida”, observa a psicanalista Carla Almeida.

Manter o equilíbrio exige muitas vezes esforço e força de vontade. É preciso, por exemplo, conviver com as diferenças, aceitando-as. Isso é algo que alivia os conflitos principalmente os familiares, fulcro de explosões de irritação e desentendimentos que prejudicam em muito o estado de equilíbrio mental.

Outro ponto é saber encarar situações de frustração, tendo em mente que nem sempre poderemos possuir tudo o que desejamos e nem mesmo ser como idealizamos. “É uma grande forma de higienização”, afirma a psicanalista. Diante dos desafios, devemos minimizar a ansiedade a tal ponto que ela seja levada a um nível de importância muito baixo. “A ansiedade desgasta a mente, que se torna, por vezes, inativa. A pessoa não reage, tornando-se sua refém e com altos prejuízos para o futuro”, diz.

O segredo da felicidade

O viajante: “Como vai estar o tempo hoje?”

O pastor: «O tempo que me agrada».

“Como você sabe que será a hora que você gosta?”

“Desde que descobri, senhor, que nem sempre posso ter o que gosto, aprendi a ser sempre feliz com o que tenho. Então tenho certeza que teremos o tempo que eu gosto.”

O que os seus órgãos dizem dos seus sentimentos?

– Serenidade faz bem para o fígado: Esqueça a raiva. Esse sentimento sobrecarrega e desgasta não só o órgão, mas você também. Tenha serenidade para lidar com todas as questões do cotidiano, afinal, estar tranquilo diante dos problemas, pode ser a real solução.

– Alegria faz bem para os pulmões: Sorrir é uma das melhores formas de lidar com os problemas. Sabemo que an vida nem tudo são flores, mas se a alegria prevalecer, ficará mais fácil de lidar com tudo. Lembre-se: nenhuma tempestade é eterna.

– Paz faz bem para o estômago: A ansiedade é uma das causas das dores de estômago, falta de apetite e até mesmo gastrite. Viver em paz, ter uma vida tranquila, saber lidar com as situações, podem proporcionar melhores momentos ao órgão.

– Calma faz bem para o coração: Quem nunca sentiu palpitações em um momento de estresse que atire a primeira pedra. Manter a calma é essencial para nossa vida em geral, tudo tem o seu tempo e as coisas se ajeitam.

– Fé faz bem para os rins: Além da ingestão de líquido o órgão pode ser beneficiado pela fé. A crença pode diminuir os riscos de diabetes, doenças cardiovasculares, respiratórias, infartos, insuficiência renal e acidente vascular cerebral, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Dicas para viver melhor

  • Mantenha hábitos saudáveis: não fume, não beba em excesso, evite ambientes com ruídos intensos e exposição solar sem proteção. Tenha uma alimentação rica em fibras (frutas e verduras) e pobre em gorduras saturadas.
  • Pratique uma atividade física. Isso ajuda a melhorar a sua condição física, dá mais disposição, ajuda a controlar doenças como hipertensão, diabetes e colesterol alto, diminuindo o estresse, a depressão e o isolamento.
  • Tenha um sono adequado: dormir bem ajuda a manter o corpo em bom funcionamento.
  • Pratique atividades de lazer, como passear, ir ao cinema, ao teatro, viajar, fazer amigos e dançar. Enfim, tenha como lazer aquilo que lhe dá prazer.
  • Mantenha a sexualidade: não valorize apenas o ato em si. Lembre-se de que o contato e o afeto são muito importantes.
  • Tenha metas e objetivos. Planeje o seu futuro. Participe de decisões pessoais, familiares e sociais.
  • Não deixe de ter atividades intelectuais. Leia muito, faça cursos, esteja por dentro dos assuntos que acontecem no mundo.
  • Tenha fé, acredite em algo, cultive a espiritualidade. Estudos mostram que são úteis para manter o equilíbrio mental.

FONTES caarf.org.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here